Como surgiu o OPA

O Poder das Aves é uma iniciativa de educação ambiental focada na observação de aves, ornitologia e conservação da natureza.

 Frente a este ideal há duas pessoas, Rita e Pedro.

Rita de Cássia - O Poder das Aves.jpg

RITA DE CÁSSIA

Rita é formada em biologia e começou a observar aves em 2013. Após concluir o mestrado em conservação da natureza, decidiu buscar meios para conscientizar as pessoas quanto às questões ambientais. Optou por trabalhar com ecoturismo e  se especializou em observação de aves.

Desde então conduz de leigos a experientes em birdwatching pela Serra Mantiqueira.

Promover o turismo de observação de aves como um modelo de negócio sustentável é uma de suas causas, ao realizar levantamentos da avifauna para rede hoteleira que busca por este posicionamento.

PEDRO RIBEIRO

Pedro atua como condutor de ecoturismo desde 2018, apaixonado por fotografia e audiovisual, acredita que a comunicação digital é o melhor instrumento de educação ambiental, por despertar o desejo nas pessoas de se aproximarem da biodiversidade e sensibilizar quanto às questões pautadas no meio ambiente. 

A observação de aves foi um verdadeiro marco em sua vida, ao descobrir que com a ciência cidadã, suas fotos podem auxiliar estudos e pesquisas científicas voltadas à conservação da natureza.

Pedro Ribeiro - O Poder das Aves.jpg

Nossa Origem

Fico feliz com seu desejo em saber nossa história, espero que inspire-se com esta jornada.

Pedro Ribeiro

Conheci Rita durante um curso para monitores ambientais em São Bento do Sapucaí (SP).

Até então nunca havia tido contato com a prática da observação de aves e no primeiro dia de campo neste curso, Rita me apresentou o birdwatching durante a dinâmica feita ao ar livre.

O ano era 2019, ela escrevia um projeto à Fapesp para ser financiada a capacitar moradores e condutores de ecoturismo a observarem aves, com isso, fazer da prática uma fonte de renda para diferentes municípios. A ideia era popularizar a cultura e fortalecer essa modalidade turística.

Estava animada com o projeto, confiante de que seria aceita para espalhar sua causa e fazer do turismo uma alternativa à conservação da natureza. Porém o projeto não foi aceito e isso foi duro, pois ali estavam todas as suas fichas.

Nesta fase eu começava a entender quais eram os benefícios da observação de aves às pessoas e também ao município.

Então resolvi convidar Rita para produzir um pequeno evento de introdução ao birdwatching para iniciantes e leigos.

 

Tudo caminhava muito bem, era março de 2020 e havia confiança de que essa seria a primeira edição de muitas, até que as coisas mudaram e a pandemia tomou conta do Brasil.

O ecoturismo e a produção de workshops não era mais alternativa para gente. No início o desânimo tomou conta, pois havia o sonho em comum de aproximar as pessoas da biodiversidade e assim promover a conservação da natureza, só que parecia um propósito utópico.

Por um tempo as coisas ficaram paradas. Rita lecionava aulas particulares de observação de aves, aplicando parte de seu método no presencial.

Certo dia ela me contou o desenvolvimento de um de seus alunos, então, notei uma possibilidade.

Formatar o conhecimento da Rita para o digital poderia ser mais eficiente que workshops, afinal, poderíamos alcançar o maior número de pessoas sem barreiras geográficas por meio da internet .

Daí então, nascido das cinzas; nosso desejo de tornar esta prática popular reacendeu e agora seguimos para o despertar da sociedade quanto a importância da conexão diária com a natureza, zelando pelas diferentes formas de vida, junto da ciência.